Loulé promove segurança sanitária nas zonas balneares do concelho

Loulé promove segurança sanitária nas zonas balneares do concelho

Covid-19: A Câmara Municipal de Loulé está a trabalhar para que as praias do concelho continuem a atrair turismo ao município, de forma a apoiar todos os empresários e famílias que dependem economicamente do setor e que se encontram neste momento em grandes dificuldades.

Deste modo, numa altura em que a pandemia da Covid-19 não dá tréguas, a autarquia está a promover uma série de iniciativas para reforçar a confiança dos turistas e dos residentes, assegurando medidas de higiene e segurança sanitária nas zonas balneares.

Neste sentido, foi criado um grupo de trabalho com vista à elaboração de propostas de medidas e procedimentos, para contribuir, através da Associação de Municípios do Algarve (AMAL), para a elaboração do manual referente ao regime excecional e temporário para a ocupação e utilização das praias, no contexto da Covid-19.

Por outro lado, a autarquia criou uma forte campanha de comunicação, com uma componente informativa e de sensibilização dirigida aos utilizadores das praias para que cumpram todas as regras recomendadas pela Direção-Geral de Saúde.

Foi também aplicada a sinalética criada pela APA – Associação Portuguesa do Ambiente para as praias do país, nomeadamente a implementação de bandeiras, que funcionam como “semáforos” vermelho, amarelo e verde e permitem informar os veraneantes sobre a ocupação das respetivas praias.

Para apoiar quem está na praia, a Câmara contratou e formou várias equipas de assistentes de praia, devidamente identificados, para realizar ações de sensibilização, em articulação com a Autoridade Marítima Nacional, e outras tarefas como a higienização de equipamentos diversos.

De referir que, nas imediações das praias, foi colocada cerca de uma centena de dispensadores de álcool-gel para que os utilizadores das zonas balneares possam desinfetar as mãos com frequência, sendo esta uma das medidas mais importantes para a prevenção da propagação do vírus, segundo a autoridade de saúde.

As praias não vigiadas são alvo de um reforço da vigilância realizado pela Autoridade Marítima, que conta com a colaboração de equipa de nadadores salvadores contratada pela autarquia, devidamente licenciada e dotada de meios motorizados e de primeira intervenção, para assegurar e redobrar a atenção nestas zonas mais recônditas.

A par das praias propriamente ditas, também as zonas de acesso e parques de estacionamento circundantes estão a merecer a atenção dos responsáveis municipais. Será brevemente colocada sinalética para condicionar a circulação nestas áreas, e encerrados parques e zonas de estacionamento não licenciados, como foi o caso da Praia da Falésia em Vilamoura.

Nos locais onde os parques e zonas de estacionamento formais não existem, o espaço de estacionamento informal habitualmente utilizado será ordenado, e serão criadas novas bolsas de estacionamento para viaturas de emergência e de cargas e descargas.

Com o decorrer da época balnear, a Câmara Municipal de Loulé fará o acompanhamento diário para aferir da necessidade de promover mais medidas para a segurança sanitária dos utilizadores das praias.

.#covid19 #loulecuidadesi #loulenãopara

Fonte: CML